Resgate brincadeiras antigas
Que tal deixar um pouco de lado os jogos eletrônicos ou a TV e usar papel, corda, ou giz para se divertir bastante?

Abaixo estão algumas brincadeiras clássicas que fizeram parte da infância de muita gente, e apesar do tempo que se passou, não perderam a graça. Está na hora de relembrar essas atividades que são muito simples, mas incríveis para fazer sozinho ou em grupo.

Pipa

Escolha um local adequado e amplo, onde não tenha fios de energia elétrica. A pipa vai subindo com o vento e os participantes ficam observando-a ao longe, soltando o carretel para fazer, ou enrolando o fio novamente para abaixar. Aqui tem um passo a passo e dicas para empinar a sua pipa sem erros. Você pode inclusive montar o seu próprio brinquedo com saco plástico, papel resistente ou tecido fino; 2 varetas, barbante, fita, cola, tesoura e régua. Os dias de vento são perfeitos para isso.

Telefone de lata

Faça um furo no fundo de duas latas ou copos plásticos grossos. Passe um barbate por eles e dê um nó para que fique presos. Pronto. Agora é só brincar. Fale qualquer coisa no dentro da lata enquanto outra pessoa segura a sua no ouvido. O som fica no copo e passa pelo fio até o copo da outra pessoa. Esquecer e falar fora, falar ao mesmo tempo, ou ouvir ao mesmo tempo é normal, engraçado e faz parte da brincadeira.


Pular corda

Duas pessoas batem a corda e outra pula sobre ela até errar e passar para a vez de outro. Enquanto fazem isso, os batedores cantam cantigas comuns, e a brincadeira pode mudar dependendo da música.

Amarelinha

Risca-se a amarelinha no chão, de 1 a 10, fazendo no último número um arco para representar o céu. Pula-se com um pé só, dentro de cada quadrado. Ou jogue uma pedrinha em um dos quadrados e na hora de pular até o céu, não pise neste.


Existem outras brincadeiras que fizeram parte da infância de muita gente. Relembrem e descubram muitas outras juntos!