Conheça Anacleto, o balão!
Imagina só: você tem um balão vermelho de hélio e deixa seu balão sozinho em casa. Até aí, tudo bem. Mas, quando você volta, ele não está mais onde você havia deixado. Ele está flutuando pelos cômodos, parado no teto, ou escondido em algum canto, pronto para dar aquele susto.

No livro, um menino encontra um balão e, ao dar um nome para o objeto, ele ganha toda uma personalidade. O problema é que ele gosta de assustar os outros. Anacleto, o balão, é cheio de manias, gosta de participar das atividades da família, de contar histórias, e, acima de tudo, de ficar esperando o melhor momento para causar arrepios de medo!

É a partir desse fantástico início que os autores Carol Sakura e Walkir Fernandes de uma forma divertida, resgataram os sentimentos da infância. Agora, o menino, dono do balão, precisa aprender a lidar com as próprias emoções, afinal, ter medo é normal, mas saber como encará-lo pode ser difícil.

Essa é uma daquelas obras perfeita para uma boa contação de histórias, mas também pode ser uma boa opção para as crianças lerem sozinhas. Pensada para pequenos leitores, o livro é indicado principalmente para crianças de 3 a 4 anos, mas também dialoga com outras faixas etárias, mesmo aqueles que já estão entre 7 e 8 anos, já que o medo é um sentimento que nos acompanha desde os primeiros meses de vida e não vai embora.

Viu só? Essa é uma excelente forma de oferecer um sentimento de acolhimento aos pequenos e ensiná-los a superar os medos e enfrentar o monstro que está embaixo da cama e até seus comparsas.